Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Réstias do Tempo - Blogmaster

Esconder quem somos sugere sempre contas por ajustar com o passado.

Réstias do Tempo - Blogmaster

Esconder quem somos sugere sempre contas por ajustar com o passado.

Resta-nos o Sol

RESTA-NOS O SOL

Estávamos em 1970, num curso, na Bell Helicopter. Numa das pausas, o Guia Gonçalves, que conhecia tudo da Cabora Bassa desde o primeiro traço,  explicava ao nosso instrutor a grandeza da nova barragem.

(Grande, de facto… na altura uma das primeiras do mundo).

Perante tanta grandeza o texano não se conteve:

- Pues – começou ele, num espanhol intragável – con nuestro dinero.

O Guia Gonçalves era um tipo enorme, de 1,80 m, escuro, quase um maori; o texano, atarracado, normal, de 1,65, dava-lhe pelo ombro.

O Gonçalves saltou de trás da bancada como uma mola:

- Não senhor, mister Reep! Nós não precisamos do dinheiro de ninguém!

“Quem fala assim não é gago” – pensei eu na altura.

Passaram-se 48 anos.

De repente, sei lá porquê, acabei de me lembrar do Herman José a repetir ao Helton Jonh que também tinha um Rolls-Royce, e agora do Presidente da República de Portugal a dizer ao Presidente Americano numa visita de estado que Portugal tem o melhor jogador de futebol do mundo.

É a vida: “Resta-nos o Sol, o turismo e o servilismo de bandeja”…

Aniceto Carvalho