Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Quando o pensar tem graça

QUANDO O PENSAR TEM GRAÇA

Quando virem por aí alguém muito falado que, por exemplo, querem pôr no Panteão, etc., vão à Net, vejam na Wikipedia a biografia da criatura.

Leiam sempre com muita atenção e tirem umas pelas outras. 

É sempre do melhor ver quem eles são, de onde vieram, o que estudaram, o que produziram, o que fizeram por alguém ou pelo país.

Uma delícia!!! Vale a pena não se deixar enganar.  

Aniceto Carvalho

Apenas uma opinião

Apenas uma opinião

Do pouco que ainda vai havendo para ver, convém não o desperdiçar.

O programa da RTP1, “Portugueses pelo Mundo” deve ser visto.

Mas há mais. O que é preciso é procura-los, separar o trigo do joio, em vez de emprenhar pelos ouvidos no que certa gente nos quer impingir.

Aniceto Carvalho 

Velhas cepas

VELHAS CEPAS
Portugal está no topo da Europa por baixa natalidade… piora ainda porque esta miserável natalidade é por baixa fecundação.

Mais três pontos para os veteranos, com 14 anos de guerra e tudo.
Aniceto Carvalho

Lamento de um sacerdote

Lamento de um sacerdote

Reconhecer nos outros o que eles têm de melhor, independentemente das simpatias, é um acto de honestidade, inteligência e bom senso.  

Um fabuloso texto que devia ser lido por muita gente mal informada e mal formada que anda por aí a falar por ter lido e ouvido o que não devia.

Eis a verdade, vi muito do que este padre diz. Não falo como gente dessa que ladra sem nunca ter mexido um dedo pelo semelhante.  

O Lamento de um Sacerdote

Aniceto Carvalho

Modéstia quanto baste

MODÉSTIA QUANTO BASTE

Ser demasiado modesto não é uma boa opção…

A modéstia foi um dos meus calcanhares de Aquiles. Desnecessária. Não era preciso tanto. Mas era assim e pronto. Pense-se o que se quiser. 

E por causa disso ainda hoje me arrependo amargamente de não ter deixado reduzida a cinzas a petulância de alguns gajos que encontrei pelo caminho.

Foi pena. Dois ou três destes mereciam ficar com uma boa ensinadela para o fim dos dias… Foi pena porque eu tinha armas de sobra para lha dar.

Aniceto Carvalho

Palavras, nada mais

(4)81anos5 (45).jpg

 PALAVRAS, NADA MAIS.

É o que aprendem nas universidades. Para além disso não sabem fazer uma soma de duas fracções, nem trocar uma lâmpada fundida… MAS

“Escudam-se na liberdade de expressão… só que, quando eles nasceram já eu cá andava há muitos anos…” (Rui Rio).

Aniceto Carvalho

 

 PALAVRAS PARA QUÊ

Não se aprende na universidade. Quem nunca fez, não sabe fazer.

Cinco décadas depois de catorze anos de milhares de missões a desembarcar homens em teatro de guerra, em evacuações de feridos e mortos, levam-se hoje semanas a discutir quem é o responsável na escolha do local de aterragem de um helicóptero.

POR FALAR NISSO...

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pierre_Curie

(As pessoas menos atentas ou interessadas nem sabem o que perdem em não dedicar uns minutos  a estes bocadinhos de biografias que eu vou deixando por aí). 

Competência é assim: Quando Pierre Curie morreu, foi designada a mulher dele, a Marie Curie, para tomar conta da cátedra na universidade onde ambos trabalhavam. Tomem bem nota no pormenor a seguir:

Chegou o dia, Madame Curie entrou na sala de aulas, abriu o livro em cima da secretária, começou: “Como nós íamos dizendo na última aula…”

...E a aula continuou.

Gostam assim, ou querem com mais molho?

Aniceto Carvalho

Pág. 2/2