Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RÉSTIAS DO TEMPO - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

RÉSTIAS DO TEMPO - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

A SENTENÇA DO JUIZ

A SENTENÇA DO JUIZ

Nos velhos tempos não havia abortos destes ou, se os havia, tinham sempre o lugar reservado e certo na estrumeira... mas hoje, um analfabeto que não sabe responder quantos são nove vezes sete no mesmo minuto, e aos quarenta e tal anos vive à conta dos pais, deita palpites sobre a sentença de um juiz. 

 

E AGORA? - Perguntamos: Agora, como é próprio em gente desta, vão aparecer por aí de rabo entre as pernas a pedir testemunhas e solidariedade.

Aniceto Carvalho

CONSERVACIONISTAS

CONSERVACIONISTAS
Com 2.700 quilómetros do Rovuma à fronteira Sul, embora oito vezes e meia maior que Portugal, Moçambique estava muito longe das condições de bem estar humano europeias na maior parte do território.

Uma entidade oficial do Estado sediada em Lourenço Marques que, embora por fora, eu conheci razoavelmente, supervisionava toda uma actividade profissional de Norte a Sul de Moçambique… como sempre, em confortáveis e climatizados gabinetes, e zelosos funcionários, inspectores, que nem profissionais do ramo tinham sido.
Não era preciso acontecer nada de especial na Beira, em Quelimane, nem em Nampula ou Porto Amélia para de repente, sem mais nem menos, aparecer lá na terra um ou dois inspectores a deitar palpites, a moer o juízo de quem trabalhava.
Praia, hotel e ajudas de custo, claro está..
Em Tete era diferente: O banho de calor não compensava as mordomias.

E por isso, parece que a pedido da criatura, o departamento mandava para a cidade do Zambeze uma variante de achadiço/lambe-cus que da profissão percebia zero.
Isto nos anos setenta do Século XX… Já mudou alguma coisa?
Os hotéis de Caracas, de Washington, de Nova Iorque, de Paris, de Bruxelas, da Serra da Estrela, do Buçaco, do Algarve já mudaram para a República Centro Africana, para o Sudão do Sul, para o Afeganistão ou para o Corno de África?

A teoria tanto ao gosto dos conservacionistas de que o homem invade e espanta os animais selvagens do seu habitat natural tem a mesma consistênciaa e veracidade que a do aquecimento global. Na verdade, os animais selvagens é que tendem a andar atrás do homem. Os conservacionistas é que não sabem isso… nem quem os ensina.
Eu ainda gostava que uma criatura destas me explicasse a razão porque grande parte da fauna e da flora desapareceram na minha terra.

Se o lavrador deixa de lavrar a terra nunca mais ninguerm vê a lavandisca a dar ao rabo leira abaixo leira acima atrás do arado. Terra abandonada definha, deixa de respirar, desaparece a cadeia alimentar inferior. Se não há presa não há predador.
Se a figueira de figos bacorinhos deu a alma ao criador sem sentir o calor da mão humana por perto, e o antigo quintal é agora uma selva, e a ninhada de pintos deixou de debicar nas couves, que estariam a fazer os estorninhos em Valr do Forno, e o peneireiro a adejar por cima do olival da Avessada?
Aniceto Carvalho