Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Réstias do Tempo BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Réstias do Tempo BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

CHAMA-SE STAND-UP

(4)81anos2 (6).jpg

CHAMA-SE STAND-UP
Estive a ver esta noite uma bacorada a que dão nome de “Stand-up” onde, um pseudo-artista conta anedotas ordinárias, alto e bom som, com todas as letras, para uma sala cheia de casais supostamente gente de bem.
Do pior… para o meu gosto.
Dizia-se nos meus tempos de militar: “Brincadeiras de homens são coices de burro”. Esta singela frase evitou muitas nódoas negras, muitas desavenças e mal entendidos onde toda a união e amizade nunca eram demais.
São princípios: Na minha família, nem na minha área profissional, ninguém chamava nomes a ninguém, não se usavam palavrões, só há pouco tempo me tenho permitido alguma linguagem menos filtrada com o meu filho.
Podem pensar o que quiserem, mas assitir com a minha mulher a um espectáculo destes era uma coisa que nunca na vida me passaria pela cabeça.
NUNCA… POR RESPEITO MÚTUO.
Não ter vergonha de assistir a uma coisa destas com a mulher é falta de respeito… e a falta de respeito leva a tudo do pior que se possa imaginar.
Aniceto Carvalho

E O RESTO É DOR DE CORNO

E O RESTO É DOR DE CORNO
Trabalhava numa fábrica nos anos 80, um dos meus amigos, era ainda um jovem do meu tempo, bom rapaz, mas um pouco destravado.
“Ficou assim por causa da Guerra do Ultramar” - dizia-se.
(O jovem tinha estado em Angola nos anos 60).
Um outro camarada de trabalho mais velho, ali ao lado acrescentou:
“Eu conheço o Manel desde pequeno… o Manel sempre foi assim".
Tal como eu penso: Tenho encontrado por aí centenas de indivíduos completamente desaparafusados que nunca puseram os pés na Guerra da Ultramar. 
Fiz dez anos de Guerra no Ultramar. Ninguém me obrigou a ser militar de carreira.

Conheci alguns jovens do meu tempo que, não por terem fugido, mas porque lhes calhou, não foram mobilizados para o Ultramar.
Nunca lhes conheci depois grandes felicidades por isso.
Nunca faltaram militares nas tropas de ingresso voluntário… e, do contingente geral, se uma grande maioria que lá esteve não tivesse sido mobilizada, os traumas hoje seriam muito maiores e em maior número.
Se fosse eu, nem me poderia olhar ao espelho.
O resto é dor… e conversa para adormecer patego.
Aniceto Carvalho