Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

CUECAS DA TROPA

CUECAS DA TROPA
O tecido era uma espécie de liga leve composta de serrapilheira, fibra de juta e sizal com um toque de folha de flandres. Chamavam àquilo pano cru, não sei porquê.
Mais ou menos como as bermudas que vieram muito depois… iam até lá para baixo do joelho, ums coisa sem feitio que podia servir até para cuecas de militares.
Depois de um ano de lavagens e pedra, (nos velhos tempos lavava-se a roupa a esfrega-la numa pedra), punham-se de pé num extremo da camarata, com um valente pontapé caiam direitinhas firmes e hirtas no outro extrmo do corredor a trinta metros.
Foi então que tendo eu ido ao alojamento dos oficiais a fazer já não sei o quê se me depara um tenente navegador com umas cuecas de mulher vestidas.
Corri à camarata, foi um alarido. Aqui d’ El Rei!!!… o mundo está perdido!!!
E eis então que, perante o desmando e a algazarra ensurdecedora:
- ESTÁ NA MODA, PORRA!!! Cambada de parolos!!!
Estávamos em 1954 ou 1955. Realmente, viu-se depois, aquilo, que se chamava SLIP, era muito mais aconchegadinho e dava outro sainete.
Mas vou dizer: Com estas cuecas de meter no cu, acho que não vou lá.

(4)onça4 (19).jpg

Aniceto Carvalho