Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

MARIA ALICE

(65)Alice01.jpg

MARIA ALICE
Uma das mulheres com a estrutura mental mais equilibrada que eu conheci em toda a minha vida. (Confirmado por muita e boa gente).
Chamava-se Maria Alice Ferreira de Carvalho e era minha irmã.
Decisão minha, e só minha, a quem apenas tenho de prestar contas, um mès depois de fazer os doze anos, em Abril de 1947, deixei para trás a minha terra, as saias da minha mãe , fui à procura de outra vida.
Embora a saber ler e escrever bastante bem, tanto o meu pai como a minha mãe, foi à minha irmã Alice – catorze meses mais nova do que eu - que ficou mais ou menos entregue a tarefa de se corresponder comigo. Correram meses. Entre outras novidades da terra no entretanto, cerca de seis meses depois recebi dela uma carta a comunicar-me o nascimento de mais um irmão: Era o Lino.
Sei lá onde onde é que eu fui buscar o chinfrim, sem sentir uma palavra do que escrevia, enchi uma carta de louvores ao nascimento da criancinha, sei lá o quê, como se a criatura recém nascida fosse uma segunda versão do Menino Jesus.
Com onze anos acabados de fazer, a minha irmã respondeu: “Deixa-te mas é de parolices que nós já cá tínhamos cinco e chegavam muito bem!”
Nunca teve carro, pouco saiu da terra, creio que nem a 4ª: Classe fez.
Era e sempre foi assim a minha irmã Alice…
Aniceto Carvalho

Veja Retalhos de Couchel

Aniceto Carvalho