Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RÉSTIAS DO TEMPO - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

RÉSTIAS DO TEMPO - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

INCÊNDIOS - O AMIGO FOLGOSA

(f)BFaria.jpg

Carlos Mar Bettencourt Faria

O AMIGO FOLGOSA

Conheci o AMIGO FOLGOSA nos finais de 1970, penso que logo da primeira vez que estive no Songo. O AMIGO FOLGOSA era funcionário dos Serviços de Fiscalização do Gabinete do Plano do Zambeze para a Barragem de Cabra Bassa. (O AMIGO FOLGOSA, que era solteirão ou estava sozinho em Moçambique, era mesmo um amigalhaço do melhor que conheci).  
"AMIGO FOLGOSA", porque FOLGOSA era esse o nome dele, porque era assim tratado no mundo Herteziano, por serem essas as duas letras do seu indicativo.
O AMIGO FOLGOSA era, portanto, rádio-amador… Embora numa escala bem mais reduzida do que a estação de rasteio do Bettencourt Faria que eu tinha conhecido em Luanda oito anos antes, com uma caixinha do tamanho de uma gaveta de mesa de cabeceira e duas hastes de alumínio cruzadas por cima do rondável, em 1970, do Médio Zambeze, no Planalto do Songo, na zona da futura barragem de Cabora Bassa, na Costa Oriental da Africa, o AMIGO FOLGOSA falava todos os dias via rádio com vários amigos espalhados pelos confins do mundo.
Estamos em 2019, Ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, a 50 anos de distãcia... sobre tele-comunicações em Portugal estamos conversados.

(4)81anos1 (44).jpg

Aniceto Carvalho