Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Réstias do Tempo - BEYOND

Por mais que repetida, dure o tempo que durar, meio século ou milénios, a mentira é sempre repugnante, vesga, coxa e de perna curta.

Quem não tem. não pode dar

(4)Couchel (5).JPG

Quem não tem, não pode dar...

O meu pai fazia bailes lá em casa. Atirava uns foguetes ao ar, toda a gente em redor ficava a saber que havia baile em casa do José Adelino.

Couchel fazia a festa da sua padroeira, a seguir era a de Vale Vaz, a aldeia ao lado, depois a de Vale de Vaíde, a do Forcado, a da Marmeleira, toda a região hoje pomposamente chamada de Pinhal Interior Norte era uma girândola de foguetório desde manhã à noite quando se aproximavam os meses do fim das colheitas, de Agosto e Setembro.

Um pouco mais tarde, de 1954 a 1960, eu corria Portugal pelo ar de uma ponta a outra centenas de vezes... Não me recordo de ter guardado na retina qualquer imagem de incêndio florestal desse tempo.

Hoje, com aviões, fortunas em meios de combate a incêndios, o abrilista proíbe o fogo de artifício numa das maiores romarias portuguesas.

Quem não tem, não pode dar... 

Aniceto Carvalho  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.